Quanta responsabilidade o ATC tem para alertar um voo sobre estar em uma situação perigosa?

7

Houve um grande número de relatórios de acidentes referenciados aqui na Aviation.SE sobre vôos comerciais (passageiros ou frete) executando vôo controlado em terreno na aproximação para pouso. Os relatórios de acidentes sempre parecem girar em torno dos pilotos sem saber que são muito baixos, não reconhecendo ou respondendo ao GPWS , etc.

Embora eu entenda que o piloto em comando tenha a palavra final sobre o que acontece a bordo da aeronave, o ATC é responsável por dar as instruções PIC para levá-lo em segurança até o final da pista.

No caso em que o ATC forneceu ao PIC a rota de aproximação, seja VFR (flight following) ou IFR, quanto tempo, capacidade e exigência o ATC deve monitorar esse vôo para garantir que ele esteja no curso esperado e em altitudes esperadas? Em outras palavras, quanta responsabilidade o ATC tem por falhar em monitorar a situação e permitir que esses acidentes aconteçam?

Se necessário, diferencie entre as diferentes CAAs, mas acho que a resposta seria bem semelhante em todo o mundo.

Há algumas boas respostas, mas elas não estão endereçando (na minha cabeça, pelo menos) a pergunta que eu estava tentando fazer, então parece que não perguntei bem. Eu vou esclarecer mais:

Em uma situação como Eastern 401 , os pilotos já haviam contatado a torre para indicar que eles tiveram um problema - a luz de trava da engrenagem do nariz não acendeu. Ao tentar determinar qual era a causa do problema (lâmpada queimada ou engrenagem não travada), eles se esqueceram de voar e voaram para o chão. Em uma situação como esta, particularmente onde o ATC foi notificado de que houve um problema com o vôo, parece-me que eles (ATC) teriam estado mais alertas ao vôo e notificaram os pilotos que eles estavam descendo quando deveriam foi segurando uma altitude constante.

Este é o tipo de situação sobre a qual estou perguntando (embora não especificamente o EA401), e estou me perguntando qual papel, se algum, o ATC deveria ou deveria monitorar e alertar as tripulações de vôo para desvios de altitude, especialmente em abordagem.

    
por FreeMan 15.06.2016 / 15:38
fonte

3 respostas

6

Este é potencialmente um tópico muito amplo, mas aqui estão algumas informações sobre os EUA.

Como princípio geral, a segurança é a primeira prioridade do ATC, portanto, obviamente, eles têm a responsabilidade básica de fornecer quaisquer informações e ações necessárias para manter a aeronave segura:

Ordens FAA ATC 2-1-1:

The primary purpose of the ATC system is to prevent a collision between aircraft operating in the system and to provide a safe, orderly and expeditious flow of traffic, and to provide support for National Security and Homeland Defense.

As ordens explicitamente dizem que garantir separação e emissão de alertas têm prioridade sobre todo o resto. Seção 2-1-2, PRIORIDADE DO DEVER :

Give first priority to separating aircraft and issuing safety alerts as required in this order. Good judgment must be used in prioritizing all other provisions of this order based on the requirements of the situation at hand.

Seção 2-1-6, ALERTA DE SEGURANÇA define o que é um alerta e quando emitir um (esta seção é referenciada em todos os pedidos):

Issue a safety alert to an aircraft if you are aware the aircraft is in a position/altitude that, in your judgment, places it in unsafe proximity to terrain, obstructions, or other aircraft. Once the pilot informs you action is being taken to resolve the situation, you may discontinue the issuance of further alerts. Do not assume that because someone else has responsibility for the aircraft that the unsafe situation has been observed and the safety alert issued; inform the appropriate controller

É difícil dizer muito mais do que isso, porque existem muitos cenários possíveis. Mas você pode procurar por "alerta de segurança" nos pedidos e pelo OBJETIVO para obter mais informações e há algum conteúdo limitado nas ordens 5-15 sobre exibições e alertas de radar.

Se o ATC falhar em emitir um alerta de segurança e isso levar a um acidente, então ele será mencionado no relatório NTSB, por exemplo. LAX04FA205 :

Contributing to the accident was the failure of both the Center and TRACON controllers to properly respond to the aural and visual Minimum Safe Altitude Warning System (MSAW) alert.

Mas, na verdade, atuar em um alerta de segurança é de inteira responsabilidade do piloto, claro (isso é do AIM 4-1-16):

Once the alert is issued, it is solely the pilot’s prerogative to determine what course of action, if any, to take

    
por 15.06.2016 / 22:52
fonte
3

how much time, ability, and requirement does ATC then have to monitor that flight to ensure that it's on the expected course and at expected altitudes?

O ATC não deve colocá-lo no solo (além de não incluir o vetor em outras aeronaves, que é sua principal responsabilidade). Para isso, eles têm altitudes mínimas de vetorização (MVA) indicadas nos escopos do radar e, ao emitirem vetores, devem atribuir a você uma altitude segura.

Além disso, quaisquer avisos são fornecidos com base no melhor esforço e sua capacidade de alertar as aeronaves sobre a posição insegura é limitada:

  • Eles não têm mapas detalhados de obstáculos e suas alturas, apenas as altitudes mínimas de vetorização que geralmente cobrem grandes áreas e são bastante generosas. Assim, as aeronaves geralmente voam menos sob VFR ou quando executam um procedimento visual (por exemplo, uma aproximação circular) e é seguro desde que tenham um campo à vista . Mas quando os pilotos perdem de repente a visibilidade do solo, eles geralmente têm muito trabalho tentando se orientar, então eles não relatam que perderam para o controlador, então o controlador não pode aconselhá-los. É assim que muitos acidentes CFIT acontecem.

  • Quão ocupado o controlador está variando descontroladamente. Mas um controlador ocupado pode ter 20 aeronaves em seu escopo. Com isso, eles passam a maior parte do tempo em busca de conflitos, com os quais o sistema também os ajuda, e criam rotas para evitá-los. Isso não deixa muito tempo e capacidade mental para procurar aeronaves abaixo do MVA.

por 16.06.2016 / 11:07
fonte
1

Em situações de emergência, ou mesmo em anormalidades, o ATC fornecerá as instruções, de acordo com os manuais e procedimentos. Todas as instruções, dadas pelos controladores, podem ser, a qualquer momento, evitadas pelos pilotos, se interferirem na segurança, por exemplo, percursos (com mau tempo), altitudes (se a aeronave não consegue alcançar ou manter), gira (se eles são incapazes de cumprir), e os pilotos dirão isso, dando alternativas. No serviço de radar, o ATC é responsável pela navegação, e todas as responsabilidades vão abaixo deles. Assim, os controladores têm todas as habilidades para conduzir todas as situações, inclusive as emergenciais, e se não for possível realizá-las pela equipe, eles dirão isso e darão outra opção.

    
por 15.06.2016 / 15:46
fonte